Notícias CixSigma


Terça-Feira, 21 de Julho de 2015
Proposta prevê aumento de suco em refrigerantes

Noticias

O deputado federal Miguel Lombardi (PR-SP) propôs um projeto de lei que obriga a adição de, no mínimo, 20% de suco natural em bebidas gaseificadas de laranja, tangerina e uva.


A legislação em vigor, de julho de 1994, determina um percentual de no mínimo 10% de suco natural nestes refrigerantes. O documento foi protocolado na mesa da Presidência da Câmara nesta semana.


Segundo o deputado, o objetivo da matéria é amenizar os efeitos nocivos dos refrigerantes na saúde das pessoas. "Os refrigerantes são pobres do ponto de vista nutricional. A partir desse acréscimo, estamos buscando balancear nutricionalmente esta bebida tão rica em açúcar, sódio e fósforo. E o melhor é que esses sucos são produzidos a partir de frutas plantadas, colhidas e processadas em nossa região", disse Lombardi, referindo-se à RMC (Região Metropolitana de Campinas).


De acordo com dados do EDA (Escritório de Defesa Agropecuário), tendo como base o 2º semestre de 2014, a RMC conta com 559 produtores de citros, espalhados em 11 cidades. Dentre elas, Artur Nogueira é que conta com maior número desses profissionais: 274.


Depois de Artur Nogueira, a região tem ainda Engenheiro Coelho, com 133 produtores; Cosmópolis, com 50 produtores; Holambra, com 41 produtores; Santo Antônio de Posse, também com 41; Itatiba, 12; Paulínia, 3; Campinas, 3; Hortolândia, 1; e Morungaba, 1.


A previsão da CitrusBR (Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos) é que haja uma retração de 28% na colheita 2015/2016 em relação ao mesmo período do ano anterior.


Nesse cenário, a possibilidade de aumento da porcentagem de suco natural na fórmula final dos refrigerantes é vista como uma solução pelo engenheiro agrônomo e consultor em citricultura Arlindo de Salvo Filho.


"Uma decisão como essa com certeza impulsionaria a demanda na região, especialmente da laranja, que vem em crise pelos últimos quatro anos. A RMC é repleta de pequenos produtores, que precisam ter uma perspectiva mais clara do futuro. Isso com certeza ajudaria", afirmou Salvo.


Além da laranja, o especialista citou a uva e o limão taiti como produtos de destaque na RMC.  "Artur Nogueira e Holambra são grandes produtores de limão taiti. Também temos Vinhedo com as uvas, e as laranjas estão espalhadas por todas as cidades", disse Salvo Filho.


Para o produtor de laranja de Artur Nogueira, Igor Tetzner, 36, a mudança traria tranquilidade econômica para os pequenos produtores. "A exportação para fora do país diminuiu, e aqui (Brasil) acaba ficando muito suco acumulado. Se aumentasse para 20% a obrigatoriedade, com certeza a nossa situação melhoraria", afirmou.


 


Fonte:TodoDia


 


 






Todos os direitos reservados a CixSigma.